quarta-feira, 4 de abril de 2012

Não habitou o meu ventre...


Olá meninas!!! 

Graças a Deus eu estou tento muito trabalho e  projetos novos na minha vida profissional nestas ultimas semanas. Acho que se não fosse assim já teria enlouquecido...Tento não pensar no meu processo parado, no meu filho que neste momento pode estar lá, em algum abrigo deste imenso país, imaginando se algum voluntario lembrará de levar um ovinho de pascoa do R$1,99 para ele neste domingo.

Que agonia, quanta tristeza reina em meu coração neste momento. Mas eu, você (Lene, Vivi, Déh..) e todas as outras meninas que caminham comigo nesta longa estrada, precisamos ser fortes e não desistirmos né!!!

Essa semana eu conheci mais uma mãe do coração aqui no blog e fiquei muuuito feliz!!

 Seja bem vinda Elza!!!

E foi lendo o blog dela que encontrei esse texto belíssimo!!




Não habitou meu ventre, mas mergulhou nas entranhas da minha alma. Não foi plasmado do meu sangue, mas alimenta-se no néctar de meus sonhos. Não é fruto de minha hereditariedade, mas molda-se no valor de meu caráter. Se não nasceu de mim, certamente nasceu para mim. E se mães também são filhas e se filhos todos são, duplamente abençoado és, meu filho do coração.


Assim expressou uma mãe do coração..

11 comentários:

  1. Lindíssimo esse texto, e é o que vc falou: sentimos que nosso filho está em algum lugar perdendo tempo, sonhando com uma família que não vem. Mas pensar nisso é angustiante demais, então que bom que temos muito com o que nos ocupar!!

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Esse texto é lindo mesmo!

    Sabe, Patricia, acho essencial ocupar a mente com outras coisas durante esses processos de "busca" pela maternidade. Eu sou um bom exemplo disso, estava muito ansiosa no ano passado pelo fato de não poder começar a tentar engravidar e tudo o mais, mas depois que iniciei alguns novos projetos na minha vida consegui me acalmar, relaxar, e parar um pouco de pensar nisso o tempo todo. Me fez muito bem e hoje em dia estou bem tranquila, sem ansiedade!

    Beijinhos e fique bem!

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Patrícia!

    Eu já sou do tipo ansiosa e sofro por antecedência. Mas é claro que o teor varia de acordo com os projetos da vida e o que mais me deixa indignada é a demora por irresponsabilidade ou qualquer outra coisa do gênero.

    beijos

    ResponderExcluir
  4. Oba, mais uma para o nosso clubinho! Paty, tente ficar o mais próximo possível de se sentir bem. Dá uma espiadinha no blog da Ane (Madrelândia) e no post dela sobre a vida sem filhos. Nessa nossa busca pela maternidade, em muitas ocasiões nós nos perdemos de nós mesmas, nos esquecemos que temos tanta vida pra viver e que devemos fazê-lo um dia de cada vez. Tem muito cinema pra ir, bichinho pra cuidar, festa pra festar, amigos pra curtir. Isso tudo acalenta o nosso coração enquanto o filhote não vem. Bjinhos

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito desse texto. Eu tb publiquei ele no meu blog.

    Bjos, Re
    Descobrindoamaternagem.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Esse texto realmente é lindo e a espera para o grande dia em que a maternidade deixará de ser apenas um sonho realmente não é fácil, porém tenho a sensação de que é especial e valiosa.
    Estou aqui torcendo por vc.

    Bjos no coração

    ResponderExcluir
  7. Muito lindo mesmo! Desejo que a gravidez de vcs seja linda e que o parto seja no tempo determinado por Deus. Tb tô escrevendo num blog http://gravidezinvisivel.wordpress.com Beijoss, Luciane

    ResponderExcluir
  8. Olá Patricia sou mãe do coração, forma 4 anos de espera na fila por adoção e 15 na espera de ser mãe desde que subi no altar para me casar meu segundo maior desejo era ser mãe..Portanto foram anos de tratamento para ter nossa filha tão sonhada engravidei e ao8 mês perdemos nossa linda Carol...E assim seguimos nesse sonho com mais tratamentos sem êxito, porém ao tempo decidimos adotar e demos então entrada num forum em Curitba, como ja disse 4 anos de espera e no dia 04 de dezembro de 2009 meu tão esperado parto do coração aconteceu...nosso presente amado de Deus chegou com 1 ano e 8 meses e se chama IZabele (o qualo siginificado do nome ja relatei)e desde então nossa felicidade se completou. COnfesso q angustia da espera tbém tomava conta de mim, mas a cada dia que passava eu pensava que era um dia a menos de espera, pois o que era nosso estava guardado por Deus e que nossa hr ia chegar!!! e Chegou então sou hj a mãe mais feliz do mundo e quem nos vê familia não diz que não é nossa, e digo pra ela q so emprestamos um utero ,pois ela já era nossa muito antes de ser concebida...Paz e bem a todos e muita esperança a vcs...Creiam o q é de vcs está guardado e sendo moldado para vcs... bjus

    ResponderExcluir
  9. DUAS MÃES PARA UMA VIDA

    Era uma vez duas mulheres
    que nunca se encontraram.
    De uma não te lembras;
    a outra é aquela que tu chamas Mãe.
    Duas vidas diferentes
    na procura de realizar uma só: a tua.
    Uma foi a tua boa estrela,
    a outra o teu sol.
    A primeira te deu a vida,
    a outra te ensinou a viver.
    A primeira criou em ti a necessidade do Amor,
    a segunda te deu esse Amor.
    Uma te deu as raízes,
    a outra te ofereceu teu nome.
    A primeira te transmitiu teus dons,
    a segunda te deu uma razão para viver.
    Uma fez nascer em ti a emoção,
    a outra acalmou tuas angústias.
    A primeira recebeu teu primeiro sorriso,
    a outra secou as tuas lágrimas.
    Uma te ofereceu em adoção,
    era tudo o que ela podia fazer por ti.
    A outra rezou para ter uma criança
    e Deus a encaminhou em tua direção.
    E agora, quando chorando,
    tu me colocas a eterna questão:
    herança natural ou educação?
    de quem eu sou fruto?
    Nem de um nem de outro, minha criança...
    Simplesmente,
    de duas formas diferentes de Amor.

    ResponderExcluir
  10. Olá, sou mãe do coração já se passaram 10 anos da realização deste sonho, já era mãe biologica de três meninos, hoje homens e nunca desisti do sonho de ter uma filha mas nunca mais pude ser mãe então resolvi adotar uma linda menininnha chamada Anna Clara que realmente nasceu entre meu ventre e meu coração, adoraria falar mais sobre esta minha linda experiencia de vida então resovi falar ela no meu TCC da faculdade de Direito. quem quiser saber mais sobre a minha estrelinha só me add no zap 11-964219401, não guarde esta felicidade só para você compartilhe isso faz bem ao coração.

    ResponderExcluir
  11. Boa noite
    Passo por um dilema sou casado 32anos uma filha de apenas 15 dias, eu e minha esposa temos um casal de amigos e esse casal possui uma filha e essa filha nos Ama muito nos considera como seus pais e eu sinto o mesmo amor que tenho por minha filha de 15 dias, a questão é que minha esposa fica meia que encabulada com isso
    O que faço

    ResponderExcluir